sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Escola do Bairro do Bebedouro - Dourado.

 
Lembrança da 1ª Escola Mista Municipal do Bairro do Bebedouro.
Comemoração do dia 7 de setembro.


A Professora Ruth Sylvestre Pereira demonstra aqui o amor e a dedicação aos seus alunos da 1ª série em 1969 onde lecionou durante 15 anos na Escola Mista Municipal do Bairro do Bebedouro em Dourado. Logo pela manhã descia com o caminhão que ia buscar leite nas fazendas, chegava à escola por volta das 6 horas onde mantinha as salas de aula limpas para receber as crianças. Fazia a merenda ali mesmo com o fogão à lenha e voltava somente à tarde com o caminhão do Sr. Manoel Cardoso dos Santos, dono da propriedade.
No princípio ia de táxi com seu pai, “Seo Dito”, que a ajudava a tocar os bois do pasto pra chegar até a escola. Depois passou a ir de fusca com ele que conseguia recursos para dar aulas fazendo as unhas nos finais de semana.
Em seu depoimento ela diz que foi o momento mais feliz de sua vida. Quando as crianças chegavam, a sala já estava pronta com a matéria na lousa e eram ensinadas aulas de higiene onde cada aluno tinha sua própria escova e toalha devidamente guardados. Eram respeitados as datas cívicas onde lhes ensinava os hinos e a marcharem como no desfile.

Até 1985, existiam muitas escolas rurais em Dourado, pois a maior parte da população nesta época vivia nas fazendas onde havia as culturas de algodão, café, milho e pecuária. Os professores da rede de ensino eram conduzidos às fazendas pelos motoristas da prefeitura pela manhã, mas a maior parte usava de recursos próprios para lecionarem e eram responsáveis também pela merenda escolar e pela limpeza das salas e retornavam à tarde após o termino das aulas. As aulas eram dadas de 1ª a 4ª série (Ensino Fundamental) nas Fazendas: São Luís, Santa Gertrudes, Monte Verde, Bela Vista, Santana, Vila Santa Clara e Bebedouro. Já a partir da 5ª série os alunos estudavam na cidade, vinham a cavalo, de charretes ou lotavam uma condução por conta própria.
   
Fica aqui uma singela homenagem a Professora Ruth Sylvestre Pereira e Dona Marjory Pereira Sylvestre, sua irmã, que colaboraram com a preservação da memória histórica de Dourado.


Vejam também neste Blog:









EMEI Profa. Myriam App. Pallota dos Santos.





 

Nenhum comentário: